Demanda por energia limpa impulsiona projetos no Brasil mesmo na pandemia
Curiosidades
6/8/2020

Demanda por energia limpa impulsiona projetos no Brasil mesmo na pandemia

por
André Vicente

O crescente interesse de empresas por abastecer suas operações com energia limpa deve ser o principal fator a guiar investimentos em geração no Brasil nos próximos anos, com a redução dos custos de construção de usinas eólicas e solares tornando esses negócios viáveis mesmo com a pandemia de coronavírus, disseram à Reuters diversos especialistas do setor.

Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico, a geração eólica no Nordeste bateu recorde no último dia 2 de agosto: foram 8.780MW médios - energia suficiente para abastecer o equivalente a 99,7% da região. A energia eólica é hoje 9,1% da energia produzida no Brasil.

O mercado de "contratos verdes de energia" no maior país da América Latina tem atraído pesos pesados da indústria global de eletricidade, como a francesa Engie e a norte-americana AES, além de fundos como o britânico Actis e até petroleiras, como a Shell, sem contar desenvolvedores de projetos que incluem a local Casa dos Ventos.

A forte movimentação dessas e outras companhias pelos contratos fechados diretamente junto a consumidores vem em meio a baixas expectativas quanto aos leilões geralmente promovidos pelo governo no Brasil para viabilizar novas usinas de geração.

Embora o Brasil caminhe para uma crise econômica devido aos impactos da pandemia, que obrigou diversas empresas a fecharem por meses devido a medidas de isolamento adotadas para conter o vírus, o apetite de investidores e empresas pelo mercado de contratos corporativos de energia parece seguir intenso.

Há uma expectativa, inclusive, de que o mercado ganhe um impulso por renovadas preocupações com sustentabilidade no mundo pós-coronavírus, depois que a União Europeia aprovou um plano de recuperação da crise que prevê incentivos às energias limpas.

"Esse mercado deu uma parada com a pandemia a princípio, todo mundo ficou preocupado. Mas já estamos vendo uma volta, estamos trabalhando com vários possíveis projetos e contratos", disse à Reuters o presidente da norte-americana AES para a América do Sul, Julian Nebreda.

Últimos Posts

Curiosidades

Novo pacote de expansão de The Sims 4 é focado em diminuir o impacto ecológico da vida de seu Sim por meio de várias ações eco-friendly e uma comunidade criativa

Leia mais
Sustentabilidade

Os combustíveis fósseis são os meios de geração de energia mais utilizados atualmente.

Leia mais
Notícias

Com os recursos, a 2W pretende se consolidar no “varejo”.

Leia mais
Dicas

O maior projeto de fusão nuclear do mundo entrou em sua fase de montagem, prevista para durar cinco anos.

Leia mais
Sustentabilidade

Democrata prevê gerar empregos no setor para superar impacto econômico da pandemia

Leia mais
Notícias

No metrô de São Paulo, pessoas começam a usar máscaras de proteção após confirmação de caso de coronavírus no Brasil

Leia mais